Há 127 anos decretava-se a liberdade de cultos no Brasil

Art. 3º A liberdade aqui instituida abrange não só os individuos nos actos individuaes, sinão tabem as igrejas, associações e institutos em que se acharem agremiados; cabendo a todos o pleno direito de se constituirem e viverem collectivamente, segundo o seu credo e a sua disciplina, sem intervenção do poder publico.

via Há 127 anos decretava-se a liberdade de cultos no Brasil —

O QUE É O RAPÉ?

rapeh2

O rapé é um pó feito geralmente de tabaco e outras ervas e cinzas de árvores que são moídos e transformados em um pó fino e aromático que é aspirado ou soprado pelas narinas. Seu uso é ancestral e já esteve bem presente em diversos lugares e épocas. Porém seu aspecto mais interessante é o uso pelas tribos indígenas e pelos caboclos da floresta, que o utilizam para diversos fins, entre eles medicinais e cerimoniais. Tomei contato com rapé através de amigos de jornada que me apresentaram em momentos especiais, onde pude receber e perceber no rapé um aliado de valor, que assim como outras substâncias dos reinos vegetal, mineral e animal que existem nas florestas, estão ai para auxiliar e ensinar aqueles que puderem compreender que onde há vida, existe uma ciência, um ensinamento divino, que pode nos auxiliar em muitos aspectos, inclusive físicos, mentais e espirituais.

PROPRIEDADES DO RAPÉ

O Rapé é ideal para as práticas ritualísticas, com a Ayahuasca e/ou outras Medicinas da Floresta. Também, pode ser utilizado no cotidiano, sempre com elevada intenção. Sua formulação (ingredientes + preparo + processos metafísicos) propicia bem estar físico e psíquico, dentre eles: relaxamento corporal, redução do estresse e diminuição da ansiedade, da angustia e da depressão. É indicado, inclusive, para aqueles que buscam a superação das dependências geradas pelas drogas psiquiátricas e outras drogas – lícitas e ilícitas.
A energia do Rapé Conexão Natural propicia uma vivência única. Circula de forma especial, reorganizando rapidamente as energias do usuário. Sua força pode ser potencializada na medida que se aumenta a quantidade associada à intensidade do sopro.

PREPARO

O Rapé é preparado no contato com as Forças e Seres da Natureza. É uma sagrada Medicina da Floresta, que tem colaborado para a harmonização daqueles que decidiram trilhar o caminho das práticas ancestrais de cura.
É elaborado da forma tradicional, em conformidade com as tradições ancestrais – em especial dos índios e caboclos do Acre. Sua formulação inclui um blend de fumos especiais (das melhores regiões produtoras de tabaco), cinzas das cascas e dos troncos de árvores medicinais (provindas do Acre) e ervas aromáticas selecionadas. O fumo utilizado é muito puro e aromático e o Rapé preparado com muito zelo – extrema higiene e elevado intento.
O Rapé também, recebe um tratamento extra: é misturado e macerado num cilindro com bolas de quartzo (cristal branco, ametista etc.), recebendo toda a energia do Reino Mineral.
Todo o processo de feitio é realizado com elevada intenção, na Força das Medicinas da Floresta, com cantos e recitações que potencializam a cura daqueles que vierem a consagrar esta sagrada Medicina.
Nunca se deve tomar o Rapé Xamânico, durante o dia e sem qualquer intensão espiritual. A Cerimônia do Rapé só pode ser aberta depois que o Sol se por, à noite.

Abertura

O Rapé exige uma cerimônia de abertura, com louvações à Soberana Fonte da Luz e da Vida( ao Grande Sol Central), à Divina-Mãe-Terra, aos Devas(Espíritos) da Floresta, ao Ancestral Deva(Espírito) do Tabaco e aos Devas das outras plantas misturadas ao Tabaco.

Encerramento

Após a auto-aplicação do Rapé em ambas narinas, o indivíduo deve-se permanecer sentado buscando a meditação, e ao término, deve-se fechar a cerimônia com agradecimentos à Divina Mãe-Terra, aos Devas do Rapé, da Floresta, das Matas e da Natureza em geral.

Aconselho, por experiência própria, a tomar o Rapé com muito respeito à seu ritual. Ouvindo músicas de chuva e trovoadas fazendo a reverência ao Soberano Sol, Mãe-Terra, Devas da Floresta, da Mata e aos Devas de todas as plantas e rapés. Ao final, encerro a cerimônia com agradecimentos.

O Tabaco é uma Planta de Poder e deve ser utilizado apenas para as finalidades espirituais, como acontece entre os indígenas/xamanistas de todo o globo terrestre.
O Tabaco tem toda a sabedoria ancestral da floresta.
rapehUtilizado espiritualmente, o Tabaco é uma poderosa medicina, que traz cura, purificação e transmutação das energias negativas em positivas.Na verdade o Tabaco por ser uma planta ancestral de alto poder energético, só deve ser usado para o fim espiritual, mas infelizmente há muitos viciados no seu uso.

Contato: ceurpja@gmail.com